Claridade
(1936 - 1960)

Bref historique...


A venir...





​haut


Tables des matières


n° 1 (03/1936)

  • "Lantuna e 2 motivos de finaçom (batuques da ilha de Sant'Iago)", p. 1
  • Baltazar Lopes, "Bibia: excerto do romance inédito Chiquinho", p. 2-3 + 7
  • Osório de Oliveira, "Écran", p. 4
  • Manuel Lopes, "Tomada de vista", p. 5-6
  • Pedro Cordino Azevedo, "2 poemas", p. 6
  • Manuel Lopes, "s.t.", p. 7
  • Osvaldo Alcântara, "Almanjarra", p. 8
  • João Lopes, "Apontamento", p. 9
  • Jorge Barbosa, "Poema", p. p. 10


n° 2 (08/1936)

  • (B. Léza), "Venus, morna de Xavier da Cruz", p. 1
  • Manuel Lopes, "Um galo que cantou na Baía: conto", p. 2-3 + 9
  • Osório de Oliveira, "Palavras sôbre Cabo Verde para serem lidas no Brasil", p. 4
  • Baltazar Lopes, "Notas para o estudo da linguagem das ilhas", p. 5 + 10
  • Jorge Barbosa, "Vertigem", p. 6
  • Osvaldo Alcântara, "Presença", p. 6-7
  • Osvaldo Alcântara, "Mamãi", p. 7
  • "O lobo e o chibinho (conto popular de S. Nicolau)", p. 8 + 10


n° 3 (03/1937)

  • Manuel Lopes, "Poema de quem ficou", p. 1
  • Baltazar Lopes, "Infância do romance Chiquinho", p. 2-3 + 7
  • Artur Augusto, "O sentido heroíco do mar", p. 4
  • Jorge Barbosa, "Poema", p. 5
  • João Lopes, "Apontamento", p. 6
  • Osvaldo Alcântara, "Nocturno", p. 8
  • Manuel Lopes, "Tomadas de vista", p. 9-10


n° 4 (01/1947)

  • Osvaldo Alcântara, "Música", p. 1
  • Manuel Lopes, "O Jamaica Zarpou (do romance Terra viva)", p. 2-11
  • Pedro Corsino Azevedo, "Terra - Longe", p. 12
  • Baltazar Lopes, "O poeta foi para a Terra-longe", p. 13
  • Manuel Lopes, "Consummatum", p. 14
  • Baltazar Lopes, "Uma experiência romanica nos Trôpicos (I)", p. 15-22
  • Osvaldo Alcântara, "Há um homem estranho na multidão", p. 23
  • Osvaldo Alcântara, "Faminto", p. 24
  • Arnaldo França, "Poema de amor", p. 24
  • Jorge Barbosa, "Carta para Manuel Bandeira", p. 25
  • Antonio Aurélio Gonçalves, "Interpretações: Clarissa e a arte de Erico Veríssimo (das notas para um estudo sobre a obra do romancista) (I)", p. 26-36
  • Tomaz Martins, "Poema para tu decorares", p. 37
  • Nuno Miranda, "Escritório", p. 38
  • Jorge Barbosa, "Simplicidade", p. 39
  • "Lúcio - E - Fé (conto popular da ilha de Santo Antão, recolhido por Baltasar Lopes)", p. 40


n° 5 (09/1947)

  • Baltasar Lopes, "Uma experiência románica nos Trópicos (II)", p. 1-10
  • Osvaldo Alcântara, "Pura saudade da poesia", p. 11
  • Osvaldo Alcântara, "Deslumbramento", p. 12
  • Osvaldo Alcântara, "Ignoto Deo", p. 12
  • Osvaldo Alcântara, "Rapsódia da Ponta-de-Praia", p. 13
  • Jorge Barbosa, "Não era para mim", p. 14
  • Pedro Corsino Azevedo, "Conquista", p. 15
  • Pedro Corsino Azevedo, "Liberdade", p. 15
  • Pedro Corsino Azevedo, "Luz", p. 16
  • Pedro Corsino Azevedo, "Renascença", p. 16
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Metamorfose", p. 17
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Oportunidade perdida", p. 18
  • António Aurélio Gonçalves, "Recaida (I)", p. 19-31
  • Nuno Miranda, "Noctívago", p. 31
  • Tomás Martins, "Poema para tu decorares", p. 32
  • Arnaldo França, "A conquista da poesia", p. 33
  • António Aurélio Gonçalves, "Interpretações: Clarissa e a arte de Erico Veríssimo (das notas para um estudo sobre a obra do romancista) (II)", p. 34-41
  • Henrique Teixeira de Sousa, "A estrutura social da ilha do Fogo em 1940", p. 42-44
  • Nuno Miranda, "Nocturno", p. 44


n° 6 (07/1948)

  • Osvaldo Alcântara, "Poema do rapaz torpedeado", p. 1
  • Baltasar Lopes, "Dona Mana", p. 2-8
  • Jorge Barbosa, "Dia", p. 8-9
  • Jorge Barbosa, "Emigrante", p. 9-10
  • Jorge Barbosa, "Banquete", p. 10-11
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Sensibilidade", p. 11-12
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Esperança", p. 12-13
  • Félix Monteiro, "Tabanca (I)", p. 14-18
  • Osvaldo Alcântara, "Quatro poemas do ciclo da vizinha: Canção da minha rua; Aqui d'El-Rei; Tónico na ronda infantil; A serenata", p. 18-21
  • António Aurélio Gonçalves, "Recaida (II)", p. 22-34
  • Gabriel Mariano, "Batuques da ilha de S. Tiago: Galo bedjo; Bida'l pobre; Casamento; Finaçom", p. 35-36
  • "Tradução dos batuques", p. 36-37
  • Manuel Serra, "Mala grande", p. 38-39
  • "Arquivos da escravidão", p. 39-40
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "História bíblica dos homens", p. 41
  • Pedro Corsino Azevedo, "Abandono", p. 42


n° 7 (12/1949)

  • Manuel Lopes, "Vozes", p. 1
  • Manuel Lopes, "As férias do Eduardinho (conto)", p. 2-16
  • Osvaldo Alcântara, "Era necessário que todos viessem", p. 17
  • Osvaldo Alcântara, "Brancaflor", p. 17-18
  • Osvaldo Alcântara, "Nasceu um poema", p. 18
  • Félix Monteiro, "Tabanca (II)", p. 19-26
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Momento", p. 27-28
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Poeta e povo", p. 28
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Perdida", p. 29
  • Baltasar Lopes, "Dois contos populares da ilha de Santo Antão: A doutrina; O cavaleiroe o pão quente", p. 30-32
  • Gabriel Mariano, "Dinhéro d'és mundo", p. 32
  • Mário Macedo Barbosa, "Caco-leco", p. 33
  • Gabriel Mariano / Baltasar Lopes, "Quatro finações e um batuque da ilha de S. Tiago":
    • "Um finaçom de Punoi Ramo", p. 34
    • "Diálogo de Tchico Pina e Djími Gomi di Barro no terreiro de batuque", p. 34
    • "Finaçom do Doutor Honório", p. 35
    • "Finaçom da morte do Doutor Honório", p. 36-37
    • "Batuque de Tuta Cimbrom", p. 37-38
  • "Tradução literal", p. 38-39
  • Jorge Barbosa, "Voz intima", p. 40
  • Jorge Barbosa, "Serenata", p. 41-42
  • Jorge Barbosa, "Luar", p. 42
  • Baltasar Lopes, "O folclore poético da ilha de S. Tiago", p. 43-51
  • "Professor Artur Ramos", p. 52
  • "Poemas de quem ficou", p. 52


n° 8 (05/1958)

  • Osvaldo Alcântara, "Saudade no Rio de Janeiro", p. 1
  • Henrique Teixeira de Sousa, "Sobrados, lojas e funcos: contribuição para o estudo da evolução social da ilha do Fogo", p. 2-8
  • Félic Monteiro, "Bandeiras da ilha do Fogo:
    • "O senhor e o escravo divertem-se", p. 9-11
    • "Sobrevivências da África negra: pilão", p. 11-12
    • "Sovreviencias da África negra: matança", p. 12-13
    • "Sovreviencias da África negra: canisade", p. 13-14
    • "Sovreviencias da África negra: mastro", p. 14-15
    • "Sovreviencias da África negra: furta, e da-me", p. 16-17
    • "Vestígios da cavalaria medieval - Juramento da bandeira", p. 17-18
    • "Missa e procissão", p. 18
    • "Bandeira-da-praia", p. 19
    • "Cavalhadas", p. 19-20
    • "Enterro da bandeira", p. 20
    • "Algumas conclusões", p. 20-22
  • Jorge Barbosa, "Crianças", p. 23-25
  • Jorge Barbosa, "Palavra profundamente", p. 26
  • Arnaldo França, "Paz", p. 27-28
  • Ovídio Martins, "Não me aprisionem os gestos", p. 28-29
  • Ovídio Martins, "Ignoto Deo", p. 29
  • Ovídio Martins, "Porqué?", p. 30
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Herança", p. 30-31
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Estiagem", p. 31
  • Aguinaldo Brito Fonseca, "Presença do amigo morto", p. 32
  • Terêncio Anahory, "Impermeabilidade", p. 32
  • Terêncio Anahory, "Viagem", p. 33
  • Terêncio Anahory, "Depois da chuva", p. 33
  • Osvaldo Alcântara, "Romanceiro de S. Tomé: Filho; Grito; Mãe; Caim; Porão; Regresso do Paraíso; Amigo; Racordai do desterrado no dia de S. Silvestre de 1957", p. 34-39
  • António Aurélio Gonçalves, "Noite de vento", p. 40-54
  • Virgilio Avelino Pires, "A herança", p. 55-56
  • Virgilio Avelino Pires, "Peregrina", p. 56-57
  • Virgilio Avelino Pires, "Orfão", p. 57-59
  • Baltasar Lopes, "Balanguinho", p. 60-65
  • "Apontamento", p. 66-67
  • Jorge Pedro, "Djom Pó-di-Pilom", p. 67
  • Jorge Pedro, "Mudjer di hoji", p. 68-69
  • Onésimo Silveira, "Saga", p. 70
  • "Tradução literal das duas poesias de Jorge Pedro", p. 71-73
  • "s.t.", p. 74-75
  • "s.t.", p. 76


n° 9 (12/1960)

  • António Aurélio Gonçalves, "História do tempo antigo", p. 2-5
  • Virginio Melo, "Beira do cais", p. 5-10
  • Virgílio Pires, "Titina", p. 10-12
  • Virgílio Pires, "Noite", p. 12-15
  • Félix Monteiro, "Cantigas de Ana Procópio", p. 15-23
  • Corsino Fortes, "Girasol", p. 24
  • Corsino Fortes, "Vendeta", p. 25
  • Corsino Fortes, "Pecado original", p. 26
  • Corsino Fortes, "Meio-dia", p. 27
  • Corsino Fortes, "Paixão", p. 28-29
  • Corsino Fortes, "Noite de S. Silvestre", p. 29-30
  • Jorge Barbosa, "Roteiro da rua Lisboa; poema n° 4 - Nocturno", p. 31-33
  • Ovídio Martins, "In memoriam de Belarmino de Nhô Talef", p. 34
  • Ovídio Martins, "Deseperança", p. 35
  • Francisco Mascarenhas, "Historieta", p. 36-37
  • Virgínio Melo, "Desencontro", p. 37-38
  • Virgínio Melo, "Vinte e quatro horas", p. 38-39
  • Virgínio Melo, "Roteiro", p. 39
  • Virgínio Melo, "Agora e eu", p. 40
  • Arnaldo França, "Testamento para o dia claro", p. 41
  • Arnaldo França, "Soneto", p. 42
  • Henrique Teixeira de Sousa, "A família de Aniceto Brasão", p. 43-50
  • Francisco Lopes, "O Resgate", p. 51-57
  • Baltasar Lopes, "Pedacinho", p. 58-60
  • Baltasar Lopes, "Egídio e Job", p. 60-63
  • Pedro de Sousa Lobo, "A originalidade humana de Cabo Verde", p. 64-69
  • Linóleo de Rogério Leitão, p. 70
  • Jorge Pedro, "Cutchidêra lâ di fora", p. 71-72
  • Jorge Pedro, "Nha tabaquêro", p. 72-74
  • "Texto português dos dois poemas de Jorge Pedro", p. 75-76
  • Sérgio Frusoni, "Fonte de Nha Sodade", p. 77
  • Sérgio Frusoni, "Tempo feliz", p. 77-78
  • "Texto português dos dois poemas de Sérgio Frusoni", p. 79-80
  • "Colóquio sobre assuntos cabo-verdianos", p. 81-82
  • "Registo", p. 83
  • Osvaldo Alcântara, "Túnica", p. 84

​haut

Etudes critiques

  • Simone Caputo Gomes, "O Brasil à luz da revista Claridade", in Bruno Miranda Zétola / Mónica Andrade (ed.), Brasil-Cabo Verde: tópicos de relações culturais, Praia: Embaixada do Brasil em Cabo Verde, 2018, p. 1-280
  • Filinto Elísio / Márcia Souto (ed.), Claridosidade, Lisboa: Rosa de Porcelana, 2017:
  1. Simone Caputo Gomes, "Aclarar Claridade: controvérsias debatidas no calor da leitura dos seus nove números", p. 135-152
  • Taciana Almeida Garrido de Resende, "Um rio chamado Atlântico": os dialogos do discurso da mestiçagem em Cabo Verde", e-Hum: Revista das Áreas de Humanidade do Centro Universitário de Belo Horizonte, vol. VIII, n° 2 (04/2016), p.52-61  (web)
  • Norma Sueli Rosa Lima, "Claridade  revista", in António Aparecido Mantovani / Érica Antunes Pereira / Simone Caputo Gomes (ed.), Literatura cabo-verdiana: leituras universitárias, Cáceres (Mato Grosso): UNEMAT Editora, 2015, p. 124-136  (web)
  • Elisangela Aparecida da Rocha, Claridade - o canto e o louvor de um povo no percurso da construção identitária: o diálogo com o regionalismo, São Paulo: Universidade de São Paulo, 2015, 229 p.  (web - pdf)
  • Eugène Tavares, "Mestiçagem, identidade e consciêcia política. O caso do movimento literário cabo-verdiano Claridade", Revista África, n° 31-32 (2011/2012), p. 81-103  (​web) - (pdf)
  • António Apolinário Lourenço, Osvaldo Manuel Silvestre, Pires Laranjeira (org.), Baltasar Lopes (1907-1989) e o movimento da Claridade, Coimbra: Centro de literatura portuguesa, 2010, n/a p.
  • Fátima Bettencourt / Auzenda Silva (ed.), Claridade: a palavra dos outros, Praia: Ministério da Cultura - IBNL, 2010:
  1. Simone Caputo Gomes, "Nhô Baltas e o Brasil: a proximidade de dois mundos irmãos", p. 545-553
  2. Manuel Ferreira, "Entrevista a Manuel Lopes", p. 829-838
  3. Simone Caputo Gomes / Manuel Veiga / Arménio Vieira, "Metamorfoses da literatura cabo-verdiana do nascimento à atualidade: reverberações de Claridade  e da produção de Manuel Lopes", p. 855-874
  4. Maria Luís Baptista, "Da cabo-verdianidade segundo Manuel Lopes", p. 877-883
  5. Arnaldo França, "Vida e obra de Manuel Lopes", p. 929-935
  6. Simone Caputo Gomes, "Manuel Lopes: o nascimento de Vênus, a génese da cultura e da literatura em Cabo Verde", p. 953-979
  7. Antonellla Rita Roscilli, "Manuel Lopes: a defesa da terra e do homem cabo-verdiano", p. n/a
  • Nicholas M. Creary, "Literary Cultural Nationalism in the Black Atlantic: a Comparison of the Harlen Renaissance, Claridade, and the New African Movement", Canadian Renew of Comparative Literature / Revue canadienne de littérature comparée, n° n/a (09-12/2015), p. 365-399  (web - pdf)
  • Eugène Tavares, Claridade et la question de la conscience politique (1936-1960), Paris: Université Paris 3, 2009, 494 f.
  • Norma Sueli Rosa Lima, Revisitando Claridade: o encantamento da poesia cabo-verdiana com o modernismo brasileiro  (tese de doutorado), Niteroí (Brasil): Universidade federal fluminense, 2000, n/a p.
  • Elsa Rodrigues dos Santos, "O movimento da Claridade:  Jorge Barbosa e Manuel Lopes", in Pires Laranjeira, Literaturas africanas de expressão portuguesa, Lisboa: Universidade Aberta, 05/1995, p. 187-198
  • José Vicente Lopes, "Claridade, vanguarda, modernismo", Terra Nova, ano XII, n° 128 (07-08/1986), p. 4
  • Teobaldo Virgínio, "Claridade: notas de uma leitura", Arquipélago: revista de opinião e cultura, ano I, n° 2 (10/1985), p. 5-10
  • Daniel Pereira, "A propósito do simpósio Claridade", Emigrason: revista do MNE, n° 19 (1986), p. 28-29
  • Manuel Ferreira, "Claridade, a voz da caboverdianidade", África hoje, n° 12 (05/1986), p. 48-49
  • Pires Laranjeira, "A certezas da Claridade  e as influências na sombra (12/1978-03/1980)", Ponto e vírgula: revista de intercâmbio cultural, n° 15 (10-12/1985), p. 11-19
  • anonyme, "Aos Claridosos, nos 70 anos da Claridade", Ponto e vírgula: revista de intercâmbio cultural, n° 9 (05-06/1984), p. 10-12: les 3 pages sont blanches!
  • Norman Araujo, "The Review Entitled Claridade", in Donald Burness, Critical Perspectives on Lusophone African Literature, Washington (DC): Three Continents, 1981, p. 173-195
  • Manuel Lopes, "Jorge Barbosa e a revista Claridade", Permanência: revista mensal de actualidades ultramarinas  (Lisboa), ano I, n° 10 (04/1971), p. 30-31
  • Manuel Lopes, "O progama da Claridade  era fincar os pés na terra cabo-verdiana", Cabo Verde: boletim de propaganda e informações  (Praia), ano XI, n° 121 (10/1959), p. 7-9
  • "Temas cabo-verdianos: Claridade", Estudos ultramarinos  (Lisboa), n° 3 (1959), p. 81
  • Félix Monteiro, "Rectificação a propósito do grupo Claridade", Revista Vértice, ano V, n° 58 (06/1948), p. 477-478